Como negociar o salário em um processo seletivo

Um dos temas mais delicados para candidatos durante o processo seletivo de algumas empresas é a negociação salarial.

Apesar de parecer um bicho de sete cabeças, negociar o seu salário não precisa ser uma tarefa complicada ou cheia de entraves e desconfianças. Uma boa conversa, na maioria dos casos pode resolver tudo e ainda ajudar você a obter um melhor salário.

Neste post, você vai descobrir:

  • O que fazer ao receber uma offer letter (a carta-oferta);
  • Como contactar a empresa para fazer a negociação salarial;
  • Com quem negociar o seu salário;
  • De que modo você deve fazer essa negociação.

E ao final, ainda damos um resumo com cinco dicas infalíveis para negociar seu salário em um processo seletivo.

Como negociar o salário?

Antes de mais nada, quando você recebe uma oferta, ela é enviada e formalizada, em geral por e-mail, por meio de uma offer-letter, ou seja, uma carta-oferta. Nesta carta, deve vir descrito o seu salário e todos os demais benefícios como plano de saúde, vale alimentação e refeição, transporte, entre outros.

O que fazer ao receber uma offer letter?

No momento em que essa proposta chegar até você, seja por email ou pelo correio, é necessário avaliar tudo o que está sendo proposto. Leia com atenção e veja se tudo cobre exatamente o que você procura como salário e benefícios para começar a trabalhar.

Em todo caso, evite responder OK caso a oferta mostre apenas o salário-base para o seu cargo. O recrutador e empresa devem enviar a proposta completa para que o candidato saiba exatamente quais as condições do pacote para o qual ele está sendo convidado a trabalhar.

Uma outra opção, caso as informações não estejam muito claras é fazer uma ligação para a empresa e tirar algumas dúvidas sobre os benefícios. Como você verá adiante, é neste passo que você terá abertura para conversar sobre alguns pontos específicos, assim como a questão salarial.

Contato com a empresa

Muitas vezes, você pode acabar avaliando a offer-letter e notar que o salário poderia ser melhor.

Como lidar com esta situação? Bem, em primeiro lugar analise bem toda a proposta e, em seguida, encontre um ponto fraco, algo que o empregador talvez possa ajudar melhor, como um benefício de transporte, estacionamento, ou qualquer outro subsídio que possa ser melhorado.

A partir daí, você deve basear a sua negociação em cima dessa fraqueza da proposta. Se não estão oferecendo algum benefício que poderia contemplar melhor a sua necessidade, poderia ser interessante se aumentassem o valor do seu salário para cobrir aquele gasto, por exemplo. É importante deixar aberto à empresa também algumas opções para não parecer que você está impondo condições ou algo parecido.

Para dar sequência a esta negociação, você precisa entrar em contato com a empresa que está lhe contratando. Isso não quer dizer necessariamente o recrutador, mas sim os superiores diretos, como gerentes, diretores, ou mesmo um supervisor sênior do seu recrutador.

Seja delicado e pergunte se existe alguém com quem você pode falar sobre aquelas questões relacionadas ao salário e aos benefícios. Muitas vezes o recrutador direto não tem toda a autonomia necessária para lidar com esse tipo de situação.

Não se esqueça de dizer SIM!

De qualquer forma, negociar o salário não quer dizer que você recusou a proposta. Portanto, sua primeira resposta à offer-letter precisa ser afirmativa: “sim, gostei muito da proposta e estou animado(a) para iniciar”, para só então entrar com o “MAS”.

Ao deixar claro que você aceitou a proposta, você acaba desarmando a pessoa do outro lado. E neste momento você já pode dizer dizer que identificou alguns pontos que poderiam ser melhorados na offer-letter.

Deixe claro sobre o quanto o processo sempre foi aberto, como a empresa foi solícita e o quanto essa relação direta e transparente lhe deixou inspirado a fazer essa ligação e conversar sobre o assunto.

Negociando seu salário: bom senso é a chave

Um outro ponto importante é o bom senso na hora de negociar o seu salário. Tenha em mente que, se você precisa negociar mais do que 50% do salário, talvez esse não seja exatamente o cargo com a remuneração que você precisa para a sua carreira.

Existe sempre um certo limite de negociação e ele é sempre baseado no bom senso. Portanto, defina se o seu salário é negociável ou não antes de entrar nesta pequena disputa.

Algo que gire em torno de até 30% de aumento é interessante de levar adiante. Mais do que isso pode acabar se tornando um problema para sua contratação.
5 dicas para negociar uma proposta salarial

Ao fazer contato, ligue sempre na área de Recursos Humanos

Dessa forma, você pode falar diretamente com as pessoas que estão envolvidas no seu processo seletivo. Tome sempre cuidado para falar com os verdadeiros responsáveis pela sua vaga, mas nunca para o recrutador (nessa hora, você precisa de um profissional que tenha mais poder de decisão).

Se essa for a única opção, peça gentilmente para falar com o seu superior.

Durante a negociação, sempre exponha algumas opções

Você sabe exatamente o que quer, portanto é interessante colocar o aumento de salário como sua primeira opção de negociação. Caso não seja possível, talvez a empresa possa melhorar algum benefício ou reembolsar algum custo, essas podem ser algumas saídas viáveis.

Por exemplo: caso você esteja buscando um aumento de salário para cobrir seus gastos com combustível, pedágios e manutenção do seu carro, pode ser uma saída solicitar um carro da empresa, um convênio com postos de gasolina, ou algo nesse sentido.

Ressalte os pontos fortes da sua relação com o empregador

Esse comportamento pode funcionar muito bem em uma negociação de salário. Deixar claro sobre como a empresa e a área de RH sempre foi muito solícita e aberta para conversas, sobre como a relação foi direta e transparente, faz com que o profissional do outro lado da linha entenda as suas motivações.

Evite blefar, seja realista

Para quem está muito tempo desempregado e precisa de um emprego urgente, é importante jamais blefar. A não ser que você esteja em uma posição confortável e tenha outras cartas na manga para usar, não use este truque de negociação. Isso pode acabar se voltando contra você e você pode perder a sua vaga e ainda se queimar no mercado.

Combine o prazo de resposta

Busque determinar o encerramento de sua negociação para a mesma semana, para que o assunto não esfrie, nem seja esquecido. Caso o prazo vença e a pessoa não tiver respondido ainda a sua solicitação, ligue de volta, pergunte se está muito difícil chegar a um meio termo, e se for necessário siga em frente para a contratação.

Além de demonstrar o seu interesse, esse comportamento ajuda a impulsionar as pessoas a tomarem decisões a seu favor.


© 2016 – Todo conteúdo produzido no site www.driverh.com é original e de autoria própria – Protegido pela Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais na Internet.

Utilizamos cookies para proporcionar uma melhor experiência.