Entrevista com gestores regionais

Um dos tipos de entrevistas em um processo seletivo são aquelas feitas pelos gerentes regionais da empresa contratante. Neste artigo, vamos explicar quais são as responsabilidades deste profissional e mostrar quais são suas principais exigências na hora de entrevistar um candidato. Confira abaixo. 

Quem são e o que fazem os gestores regionais?

Geralmente, gestores regionais trabalham em empresas que são multinacionais, sendo responsáveis por uma ou mais unidades de negócios em uma vertical, ou seja, gerenciando os líderes nacionais de cada país de uma região específica: como América Latina, América Central, etc. 

Eles não costumam participar de todos os processos seletivos dos países que estão sob sua liderança, mas sim optam por validar candidatos dos países mais relevantes para a empresa, ou seja, aqueles que trazem mais receita e resultados gerais. 

Em relação aos cargos, eles geralmente aparecem nas entrevistas finais de processos seletivos de supervisores, coordenadores e principalmente gerentes.

Leia também:

Entrevista de emprego: dicas para os diferentes tipos

Como ser aprovado na entrevista final

Qual é o perfil do gestor regional e como isso interfere nas entrevistas

O candidato que vai passar por uma entrevista com gestor regional precisa entender um pouco mais do perfil deste profissional, assim ele consegue aproveitar estes insights para melhorar a performance na entrevista. Veja abaixo características bem comuns nos profissionais que são gestores regionais: 

Trabalham com metas de médio e curto prazo

O primeiro ponto para destacarmos sobre o perfil é que eles trabalham juntamente com os gestores e executivos globais e isso faz com que eles saibam lidar com as metas de longo prazo.

Entretanto, o foco do contato entre gestores globais e regionais será sempre em relação às metas de médio e curto prazo específicas para determinada região. 

Falam diversas línguas fluentemente

Devido este contato com a equipe global da empresa e com times localizados em diversas regiões, o gestor regional é um profissional que fala de duas a três línguas fluentemente.

Como ele precisa acompanhar as línguas alternativas das outras regiões e atender os executivos na língua que estes preferirem, eles sem dúvidas vão questionar o candidato sobre suas habilidades falando outras línguas, inclusive, esta entrevista pode ser em uma segunda língua, como inglês ou espanhol.

Confira também:

Como se preparar para uma entrevista em inglês

São profissionais experientes

Os gestores regionais são profissionais mais seniores e possuem muita experiência, por isso, eles até poderiam assumir a diretoria de um determinado país da sua região. 

Eles têm grande visão empresarial e sabem discutir tranquilamente sobre as estratégias e execução de tarefas de médio e curto prazo para um conjunto de países ou região. 

São flexíveis em relação à diferenças culturais e viajam muito

Eles viajam com grande frequência e isso faz com que se tornem profissionais mais flexíveis e adaptáveis às diferentes culturas e necessidades de negócio. 

Diferentemente dos gestores globais que viajam mas vão somente para países-chave, para reuniões rápidas de resultados, os gestores regionais passam por mais países (frequência) e acompanham diretamente a operação em cada país, ficando mais tempo em cada um deles.

Este fator faz com que o gestor regional tenha expectativas para que o candidato tenha disponibilidade para viagens e mudanças como ele próprio tem.  

Leia também:

O perfil do profissional mais buscado no mercado

O que os gestores regionais analisam em uma entrevista

Mesmo que o gestor regional entre para participar da rodada e entrevistas, isso não quer dizer que o candidato terá contato direto com ele no dia-a-dia de trabalho. O gestor direto dos candidatos ainda será o gestor local, e este sim reportará ao gestor regional. 

Entretanto, ele ainda ajudará a analisar diversas questões e sua visão terá grande importância para a validação final do candidato. Então, atente-se às seguintes exigências: 

O candidato precisará ter fit cultural

O gestor direto quer entender na entrevista como o candidato trabalha, como ele se organiza, quais metodologias são aplicadas, enfim, quer saber detalhadamente como é o trabalho operacional.

Já o gestor regional vai querer entender se o candidato tem fit com a cultura da empresa e se o candidato se adapta a um modelo de trabalho colaborativo em verticais, pois isso é bem relevante para eles. Mesmo não estando a nível global, os gestores regionais também entendem bastante da cultura organizacional e por isso prezam por mantê-la e passá-la adiante, por isso, este ponto torna-se uma grande exigência nas entrevistas. 

Ser confiável e capacidade de autogestão do candidato 

Como eles não têm contato direto com estes profissionais (candidatos), eles gostam de avaliar se o mesmo é confiável e se será capaz de executar as ações de determinada região e entregar todas as demandas solicitadas.

Além disso, eles buscam por profissionais que tenham independência, responsabilidade e organização para seguir executando as ações mesmo sem supervisão direta, pois como estão em frequente movimento e viajando para diferentes países, sua gestão é feita quase que 100% de forma remota. 

Ou seja, o perfil ideal para trabalhar com eles são aqueles profissionais que não dependem de acompanhamento e monitoramento frequentes, e nem mesmo de avaliações e feedbacks diários, por exemplo.

Capacidade de interação com diversas culturas 

Apesar do profissional ficar focado executando as tarefas destinadas à sua cidade e país, ele ainda terá contato com outras equipes que fazem parte da sua região, mesmo que seja para reuniões gerais de acompanhamento ou aquelas informais para integrar a equipe. 

Então, os gestores regionais exigem que o candidato saiba lidar com diferentes culturas e que também entenda como interagir de forma clara com outras pessoas, mesmo que estas não trabalhem diretamente com ele no dia a dia. 

Entender as responsabilidades locais e regionais

Os gestores regionais vão buscar uma característica bem importante também, que é a visão regional e mais ampla do candidato. 

Mesmo que suas tarefas sejam focadas em um país, é importante que ele entenda as responsabilidades e estratégias da região, para se mostrar um colaborador completo e integrado na empresa. 

Leia também:

Entrevista de emprego: dicas para os diferentes tipos

Como ser aprovado na entrevista final

Conheça a assessoria para recolocação profissional da driverh

driverh é uma das melhores consultorias para recolocação profissional do Brasil. Conheça aqui a história de alguns dos profissionais que foram assessorados em suas Recolocações Profissionais pela driverh.

Converse conosco e tire suas dúvidas através de um call objetivo. Entre em contato conosco pelos nossos canais de atendimento: contato@driverh.com.br, (11) 3130 6975 ou (11) 9 5481 6647 (WhatsApp).


©2016 – Todo conteúdo produzido no site www.driverh.com é original e de autoria própria – Protegido pela Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais na Internet.

 

Utilizamos cookies para proporcionar uma melhor experiência.