Como desligar colaboradores de forma humanizada

Não é só de “atração de novos talentos” que vivem os profissionais de Recursos Humanos, certo? Sem dúvidas, um dos maiores desafios deste setor é reter e demitir talentos. 

Todo profissional de Recursos Humanos já conhece os procedimentos mais comuns que envolvem um processo de demissão, desde a parte burocrática à comunicação do desligamento.

Entretanto, esses procedimentos vêm se atualizando e atualmente as empresas e colaboradores buscam por mais humanização, para reforçar tanto o Employer Branding (“Marca do Empregador”) quanto o bem-estar e experiência positiva dos colaboradores.

Por este motivo, neste artigo vamos explicar o que é desligar colaboradores de forma realmente humanizada, além de formas para as empresas implementarem este novo formato de demissão. 

O que significa desligar colaboradores de forma humanizada? 

A conversa que antecede a demissão de um colaborador nem sempre é fácil e nem todos os líderes e profissionais de RH estão prontos para as reações diversas geradas por este momento. 

É por isso que as empresas têm voltado cada vez mais sua atenção para os processos de Recursos Humanos e de bem-estar dos colaboradores, reforçando com frequência a importância do Employer Branding e consequentemente, melhorando os resultados gerais de engajamento e atração de talentos da corporação.

A demissão humanizada é uma forma de tratar todo o processo de desligamento de colaboradores, repensando desde a preparação da demissão até a pós demissão, onde são oferecidos benefícios de recolocação profissional, como o programa de Outplacement

Ou seja, desligar colaboradores de forma humanizada une processos que envolvem toda a empresa e é pensado principalmente para suprir tanto as expectativas da corporação quanto do colaborador desligado, mantendo o bem-estar de ambas as partes e encontrando uma solução mais empática e aceitável para todos os envolvidos. 

Este é um formato de demissão que precisa estar presente na cultura da empresa que quer atrair os melhores talentos, e para isso, deve ser disseminado pelo setor de Recursos Humanos e também pelas lideranças, como gerentes, diretores e executivos.

Leia também:

5 dicas de liderança para se tornar um gestor autêntico

Outplacement – como funciona?

O que é necessário para humanizar uma demissão? 

Como o processo de humanizar a demissão começa desde o planejamento, é necessário rever cada etapa e fazer melhorias em todos os detalhes que envolvem o desligamento. 

É essencial que os responsáveis pelo setor de Recursos Humanos analisem a abordagem utilizada no dia-a-dia e qual a mentalidade aplicada durante toda a comunicação feita com os colaboradores.

Lembre-se: não adianta nada humanizar o processo de demissão e manter uma comunicação fria e antipática em todos os outros contatos com os colaboradores, como contratações, esclarecimentos de dúvidas, liberação de férias, etc. 

Em relação a demissão de forma humanizada, recomendamos principalmente: 

Analisar o cenário do profissional que será desligado

Ao verificar e perguntar como o profissional está antes de planejar sua demissão, já é possível entender o posicionamento que deve ser seguido e selecionar a melhor abordagem. 

Por exemplo: um gestor quer demitir um colaborador, entretanto, este colaborador está passando por dificuldades pessoais, pois há um familiar doente e é ele quem está responsável pelos cuidados gerais. 

Logo, é importante rever: será que este é o melhor momento para desligar este colaborador? Será que não há uma solução para que a situação fique boa para ambos os lados, tanto do colaborador quanto da empresa? 

Por este motivo é tão importante ter um planejamento bem estruturado e um processo de demissão humanizado desde o começo, pois só assim os responsáveis poderão adotar a postura correta e planejar o restante dos detalhes, como data e local.

Utilizar empatia, comunicação não violenta e inteligência emocional

Estas três palavras farão toda a diferença se usadas durante todo o processo de desligamento. Os profissionais responsáveis por fazer a demissão precisam ter empatia e realmente ouvir o outro lado, afinal, apesar do cenário não ter dado certo naquela empresa, sem dúvidas o colaborador ajudou a empresa. 

É essencial ainda que os responsáveis que farão a demissão conheçam o método de comunicação não violenta para que mesmo em cenários mais delicados (como de demissão por justa causa) eles possam direcionar a comunicação mais adequada e direta. 

A inteligência emocional entra também para auxiliar em todo o processo de preparação e execução do desligamento, pois como já comentamos, as possibilidades de reações positivas e negativas são gigantes e é necessário que o profissional de RH ou líder saiba se portar nestes cenários. 

Leia também: 

A importância da inteligência emocional no trabalho

Desligue colaboradores de forma humanizada: como fazer na prática?

O processo de demissão geralmente se inicia com um líder que não está mais satisfeito, depois segue com o setor de Recursos Humanos e pode ainda contar com profissionais terceirizados, como empresas especializadas em Outplacement, que entram no processo para reforçar a humanização e auxiliar durante todas as etapas da demissão. 

Confira mais detalhes de como direcionar a demissão humanizada na prática:

1. Preparar os profissionais de Recursos Humanos 

Primeiro de tudo, recomendamos a preparação dos profissionais responsáveis pelo RH da empresa. Isso significa capacitá-los através de  treinamentos, coaches, workshops, cursos direcionados, etc.

Nesta etapa, também deve haver uma revisão da comunicação usada na empresa. O ideal é que seja feita uma pesquisa com os colaboradores para entender se a comunicação aplicada nos processos do setor de RH estão suprindo as necessidades de todos e oferecendo uma experiência positiva. 

Se for necessário, reconstrua a comunicação e o posicionamento dos representantes do RH. Reveja se há estilos de comunicação que não estão alinhados com a cultura da empresa, como: comunicação violenta, imprecisa, prolixa, fria, desconexa, grosseira, etc. 

Por fim, com a comunicação melhor alinhada, aplique e incentive a empatia e a comunicação não violenta diariamente, tanto no setor de RH, quanto em toda a empresa. 

Desta forma, quando chegar o momento da demissão, ela automaticamente já será mais humanizada, pois os profissionais de fato se importarão uns com os outros e mostrarão essa atitude através de sua nova comunicação e posicionamento. 

Leia também:

Como dar feedback de forma correta

Videoconferência: como se comunicar melhor

2. Contratar um programa de Outplacement 

Por fim, para aprimorar a demissão humanizada e elevá-la a outro patamar, recomendamos que a empresa contrate um programa de Outplacement. 

As empresas que oferecem este programa podem auxiliar em todo o processo de humanizar as demissões, ajudando até mesmo na preparação do setor de RH, oferecendo os direcionamentos corretos. 

Além de auxiliar no planejamento e preparação, o programa de Outplacement também irá guiar a demissão e por fim auxiliar os profissionais desligados com o suporte pós demissão e ainda em sua recolocação profissional.

Todas as etapas do programa de Outplacement apresentam processos humanizados, que agregam na imagem da empresa contratante e ainda na carreira do profissional desligado. 

Conheça o programa de Outplacement da driverh

Você está em busca de um programa de Outplacement para sua empresa? Saiba que escolher uma consultoria de Outplacement realmente comprometida com seu ex-colaborador também é parte importante e estratégica da demissão humanizada.

Conheça a driverh, que é uma das melhores consultorias de outplacement e recolocação profissional do Brasil. 

Contamos com centenas de casos de sucesso no atendimento de colaboradores desligados, você e sua empresa podem conferir em nossa página de depoimentos a visão dos profissionais assessorados pela driverh.

Aqui na driverh, os colaboradores da sua empresa encontram um programa completo de Outplacement, que conta com um diferencial: ações voltadas ao mercado e que geram resultados concretos para suas carreiras e recolocação. Os assessorados do Outplacement da driverh têm acesso a uma rede de empresas e contatos prontas para receber as indicações de seus perfis.  

Para saber mais sobre a nossa metodologia de Outplacement, preencha nosso formulário de contato e retornaremos para você, ou entre em contato pelos nossos canais de atendimento: contato@driverh.com.br, ou pelos telefones: (11) 3130 6975 ou (11) 9.5481 6647 (WhatsApp). 


©2016 – Todo conteúdo produzido no site www.driverh.com é original e de autoria própria – Protegido pela Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais na Internet.

driverh
driverh